16.8.06

Louisiana

Depois de muito enrolar, lavar roupa e outros afazeres domésticos de que estávamos com saudade, pegamos as bicicletas e fomos até Louisiana, um museu de arte moderna a pouco mais de 30km de Copenhaguen. O caminho é maravilhoso, primeiro à beira-mar e depois no meio de bosques ou entre a linha do trem e jardins de casas. Só que uma hora a sinalização desapareceu e nos perdemos um pouco e no fim pegamos um pouco de estrada normal.
Eu queria subir primeiro até Helsingør, o castelo do Hamlet, mas já estava muito tarde...

Pois chegamos, fizemos um rápido picnic e entramos no museu, e eu, que tenho alergia a museus, passei boas horas de deleite. O museu por si só, vazio, já podia me ocupar um bom tempo. Clique aqui se quiser ver o site do museu, em inglês.

A exposição de design de móveis é muito bonita, tanto os móveis quanto a exposição mesmo. E gostei muito de algumas coisas em vídeo: Pipilotti Rist (adorei!), Doug Aitken e Janet Cardiff e George Bures Miller, de quem compramos um dvd.

Saímos tão tarde que tivemos que voltar de trem... Estando em Copenhaguen vale muito a pena ir. E tem bilhete de trem com desconto, tipo pacote.
Agora vamos tomar um chazinho, quer?

3 comments:

Qiska said...

aaah!... vai ter mais não?
quero mais!

estou adorando esta "minha viagem"
sem tirar o taseiro da cadeira

que texto mais bãooo!...
simples, gostoso e belo
como viagem de bicicletas
-- romanticamente enfeitadas --
e sandálias havaianas
-- absolutamente básicas --
aí pelas danishkas terras

estou acompanhando desde o começo
e querendo mais

super-beijos pr'ocês

Anonymous said...

Ei Flavinha!!
quanta coisa linda.... É de encher os olhos e o coração......
É aí... dá uma "inveja"...
e um desejo imenso que você e o David esteja sempre.... demais!!!
Tudo parece um filme com um roteiro romântico moderno...
E eu adoro um filme romântico bem feito, com boa fotografia e protagonistas tão lindos e com "tudo a ver"!!!!!!!!!
um montão de.....
só coisa boa!!!!
Sônia - BH

Anna said...

Concordo com o Qiska.
Eu também estou adorando
esta viagem,
sem tirar meu traseiro da cadeira.

E o texto é mesmo simples
e delicioso.
Como devem ser aqueles pancitos,
que vc ficou devendo a receita.